Sunday, May 17, 2009

A herança maldita

Sobre a ponte eu estava,
Há dias, na noite cinzenta
Ao longe ouvi uma canção:
Será que alguém a escutou?
Nietzsche



Sobrecarregado pelas obrigações da vida,afinal de contas,era ainda pequeno e mal sabia o peso que o mundo já colocava em seus ombros.Enfrentava os trovões e as tempestades,sem nem conhecer um dia lindo de sol.David acreditava que a vida sempre estaria sim,nublada e irremediavelmente contra ele.Seu corpo estava preso a elos e heranças familiares que nem sabia de onde vieram.Sua mãe o abandonara ainda bebê na porta de uma maternidade no Sul do país,em pleno inverno de 1972,e ele fora adotado por um casal de fazendeiros.Que o maltratava e o insultava o mais que podiam,até porque eram rudes .Estava agora com mais de trinta anos,e nada fizera de importante na sua vida,além de cuidar das terras do falso pai e da insuportável mãe,que morreram num acidente de trem numa viagem ao interior.Nessa mesma semana,David tratou de guardar os trapos que usava em uma bolsa improvisada e rumou para estação rodoviária daquela pacata cidade.Com poucas notas de dinheiro no bolso,rumou sem olhar para trás.O tabelião o procuraria dias depois,para oferecer-lhe um farta herança.Mas daquele passadode dor e sofrimento, o triste David só queria mesmo: distância.

7 comments:

leonidiogl said...

Saludos desde Grecia!

CelyLua - O blog das Letras said...

Adorei conhecer teu abençoado e belo blog.
Tua inspiração é dom de Deus.
Tuas palavras encantaram meus olhos da mente.
Parabéns e aplausos!
Deus abençoe você e sua família.
Voltarei mais vezes...
Beijos de paz.
Com ternura,
CelyLua, Amiga e fã da tua inspiração.

Muito obrigada!

L&L-Arte de pensar e expressar said...

GOSTEI DO SEU BLOG PARABENS QUANDO DER VISITE O MEU WWW.PALAVRASARTEBLABLABLA.BLOGSPOT.COM

O Profeta said...

Mil caminhos
Esta viagem sem velas nem vento
Este barco na bolina das ondas
Esta chuva miúda transborda sentimento

Amarras prendem o gesto
Arrocham um coração que bate incerto
Uma gaivota retoca as penas com espuma
Levanta voo em rumo concreto

Partilha comigo “100 Anos de Ilusão”


Mágico beijo

Paulo Tamburro said...

BELEZA DE BLOG.

SEREI SEU SEGUIDOR.UMA GRANDE ABRAÇO E PARABÉNS!!!

Manoel Carlos said...

David é um herói.
Seu desapego à herança material é traço relevante de seu caráter.
Temperado pela vida, certamente conseguirá criar um mundo de amor em seu redor.
Manoel Carlos

Sil.. said...

Lindo...lindoooo!