Sunday, July 11, 2010

Vida em guerra

É estranho ver a dor assim como um ferro que fere a quem nunca feriu.Por perpertuar-se bem junto aos inocentes ela clama por súplicas.Então supliquemos.Não há outro remédio senão engolir todo esse amargor da realidade.Pedaço por pedaço o corpo se desfaz.A vaidade não faz mais morada.E o que era doce vira amargo.
Prisão sem portas.A vida muitas vezes nos cobra decisões.Somos fracos ou fortes ? Guerreiros que lutam sem conhecer o inimigo.No escuro da incerteza: há de sobriver quem não queimou toda a sua munição.


2 comments:

arteimitavida said...

Nossa que texto lindo, sou corajosa em quase todos os ângulos da minha vida... Tem um deles que confesso não uso toda a minha munição.

aluisio martins said...

somos todos heróis e lutamos cegos em campos de batalhas. Empunha tuas letras e poemas e vamos à luta, pois vale a pena...