Wednesday, September 12, 2012

Cara e coragem







Seguia seu instinto de caçador.Homem livre que saboreava a liberdade em cada gole da tal coragem.Coragem era porta escancarada pra enfrentar a briga que o destino travava com as aparências.
E o mundo assim rodava no sentido mais espontâneo que a vida permitia.E nessa ciranda rodavam seus sonhos de menino que queria um amor eterno.Que começou a contentar-se com lampejos de paixões.Urgentes como seus desejos.Mas seus bons sentimentos o adormeciam docemente. Grande abraço verdadeiro ainda desconhecia.A boca que o beijará um dia.A mulher que o marcará com a força da eternidade.

7 comments:

Paulo Sotter said...

Um dia a gente encontra alguém que nos mostra que tudo o que já vimos na vida tem outro sentido. Abraços

Lia Noronha said...

Que bom saber que esse encontro é possivel...abraços Paulo.

Manoel Carlos said...

A espera de um grande amor não pode ser justificativa para não viver, pois quem não vive não está à altura de um grande amor.
Manoel Carlos

Lia Noronha said...

Manoel: obrigada pela carinhosa visita.abraçosss

PH SOUZA said...

Faz muito sentido parabéns pelo blog e pelas belas palavras.

Julio Cesar da Silva said...

Pessoal que gosta de contos, da uma olhadinha no meu blog:

contosoudevaneios.blogspot.com/

Obrigado.

poetaeusou . . . said...

*
Mulher,
a meta a atingir,
sem podiuns,
sem medalhas,
sem aplausos,
apenas e só,
com um certificado,
onde conste,
marés de afectos,
carinho, amizade, ternura,
amor e respeito. muiiiito !
,
certificadas conchinhas,
deixo,
*