Sunday, April 17, 2011

Andarilho







Colocou na balança e a dor pesou mais.Os tantos deliciosos momentos ficaram distantes.Bem perto do esquecimento.Tornou-se desde então um andarilho.Sem rumo sem endereço certo e com os sentimentos todos esmagados dentro do peito sangrando como ferida aberta,que só ele sentia e tentava estancar quando a noite caía e o silêncio e a escuridão o convidavam ao sofrimento.No dia seguinte rosto lavado.Olhava para os rostos das pessoas estranhas nas ruas .E cumpria o seu destino de peregrino do nada.Coração imune a qualquer verdade.Ilusão era palavra extinta do seu vocabulário.

5 comments:

dcipresso said...

"E cumpria o seu destino como peregrino do nada". Que belo!
Lia linda, inspirada!

dcipresso said...

"E cumpria o seu destino como peregrino do nada". Que belo!
Lia linda, inspirada!

Clarinha' said...

Adorei...
Pois me ajudou pra
caramba!!

Emilly said...

LINDO eu vou usar ele para meu trabalho

Emilly said...

LINDO eu vou usar ele para meu trabalho